A Empresa

Quem Somos

A Dobslit Serviços e Tecnologias Quânticas Ltda. é a empresa pioneira no Brasil em Tecnologias  Quânticas de Segunda Geração. Nascemos com o objetivo claro de sermos a vanguarda no país e na América Latina e referência nesse segmento.

Trabalhamos para preencher a lacuna existente nesse segmento econômico em nosso país, construindo, dia a dia, uma empresa com soberania tecnológica, cujo objetivo é ser um dos motivos de orgulho da nação e cooperar com o progresso da humanidade.

Nossa especialidade é transformar criativamente, as mais recentes pesquisas científicas do mundo em Informação Quântica e áreas correlatas, em produtos e serviços úteis e vantajosos, do ponto de vista técnico, econômico e estratégico para nossos clientes.

Especificamente em Computação Quântica, desenvolver algoritmos quânticos que consigam resolver problemas da maior complexidade possível pari passu com o desenvolvimento dos mais modernos computadores quânticos do mundo.

As atividades da empresa em P&D apoiam-se sobre décadas de esforços acadêmicos, que estão sendo transplantados para aplicações da indústria. A ideia vem sendo gestada há muitos anos, e sua concretização aconteceu depois de longa análise.
A Dobslit é, sobretudo, uma empresa perene, construída sobre valores sólidos e inabaláveis, a saber:

  • Honestidade
  • Profissionalismo
  • Ética
  • Honradez
  • Responsabilidade
  • Constância

São Carlos

Estamos sediados em São Carlos, a Capital da Tecnologia. São Carlos é uma cidade conhecida por suas universidades e ecossistema vibrante de empreendedorismo.

O Brasil possui tradição na formação de excelentes pesquisadores nas áreas de Física e Computação. Sob esse aspecto, estamos em um local privilegiado, por atrair numerosos talentos, especialmente dos departamentos e institutos de Física e Computação, da UFSCar e USP.

Universidade Federal de São Carlos (Fotografia por Waldeck Schutzer)

Somos uma empresa filha da Universidade Federal de São Carlos, contribuindo para geração de empregos e fixação de talentos e riqueza no país.

Encorajadores da Iniciativa Quântica Brasileira, somos efusivos proponentes da instalação dessa indústria em solo nacional.

Nossa História

Quando a empresa ainda não tinha suas atividades formais estabelecidas, já estávamos organizados sob o nome QCSC – Quantum Computing São Carlos.
Após longo planejamento, e criteriosa análise do panorama mundial e nacional, decidimos formalizar o nome “Dobslit”, em alusão ao “Double-slit experiment”, um dos mais belos e representativos fenômenos da Física Quântica.

QCSC - Quantum Computing São Carlos

Nosso logotipo alude a esse mesmo princípio, cuja representação também se parece com as letras “D” e “B”, presentes em nosso nome.

inductiveload, Public domain, via Wikimedia Commons
Dobslit - Computação Quântica

Uma de nossas grandes inspirações é o cientista Richard Feynman que descreveu o experimento:

The single-photon double-slit experiment is a phenomenon which is impossible, absolutely impossible to explain in any classical way, and which has in it the heart of quantum mechanics. In reality, it contains the only mystery.

Richard Feynman
Richard Philips Feynman

A Equipe

Os sócios-fundadores são altamente qualificados e com perfis complementares atuando de forma sinérgica em prol do desenvolvimento da empresa.

Adicionando conceitos de agilidade e inovação, Rogerio Ruivo, vindo da Engenharia de Computação da UFSCar, já participou da fundação de duas startups na área de Transformação Digital. Encerrando a equipe, o engenheiro físico Carlos Speglich, graduado pela mesma universidade, de onde partiu para o mundo empresarial na Petrobras, onde há 6 anos coordena projetos de P&D, desenvolvendo produtos tecnológicos para demandas da Petrobras. Conhecimento acadêmico denso em computação quântica, vivência de sucesso em startups digitais e visão de desenvolvimento de soluções voltadas ao mercado são as marcas nascentes desta startup.

Prezamos pela formação de equipes de profissionais com os mais altos padrões técnicos e científicos, capazes de trabalhar em projetos em âmbito mundial, e para isso temos o cuidado de criar e aperfeiçoar uma cultura corporativa que favoreça e valorize primariamente nossos profissionais, nosso principal patrimônio.

Carlos Speglich

Carlos Speglich

Graduado em Engenharia Física pela Universidade Federal de São Carlos (2011), fez intercâmbio para a Fachhochschule Gelsenkirchen (2010), voltou para o Brasil para fazer doutorado direto na mesma universidade em bio-nanotecnologia.
Apesar de uma série de artigos publicados (Scientific Reports), acabou preferindo a área de empresarial indo para a Petrobras em 2013. Toda a carreira na empresa foi em P&D no Centro de Pesquisa da Petrobras, com o foco sempre em desenvolvimento de produto tecnológico com aderência aos anseios da indústria de Óleo e Gás. Atuou como representante da Petrobras em negociações com diferentes multinacionais para encomenda de produtos tecnológicos (Schlumberger, Amazon, IBM).
Coordenou projetos em diferentes áreas; desde eletrônica embarcada para sensoriamento de poços até desenvolvimento de protocolos de bionanotoxicidade. Os projetos mais impactantes foram a criação de um produto que substitui aditivos comerciais em operações offshore (patente Petrobras-Unicamp) e a criação de plataforma online de softwares de fluidodinâmica computacional. Este último foi o primeiro projeto entre Petrobras e uma startup utilizando verba ANP. É profundo conhecedor da necessidade de alinhamento com o mercado e com o cliente (participou da fundação de duas empresas, aconselhando o surgimento de outras).

Rogerio Ruivo

Rogerio Ruivo

Graduando em Engenharia de Computação pela Universidade Federal de São Carlos, com 19 anos de experiência em programação. Tem a Complexidade Computacional, Combinatória e Otimização entre suas áreas de interesse, que o levou a ter contato com simuladores quânticos desde 2005.
Possui experiência específica em sistemas embarcados, prototipação e criação de Startups. Premiado no International Create Challenge, competição internacional de Inteligência Artificial ocorrida no IDIAP, um dos maiores centros de Inteligência Artificial da Europa, em Martgny, Suíça, pelo Sistema Triage de Prognóstico e Triagem auxiliados por IA. Deste projeto, nasceu a startup Ariadne, a qual está incubada no Supera Parque, de Ribeirão Preto. Tem capacitação técnica, obtida em diversos cursos de inovação, empreendedorismo e administração de empresas.
Possui um "Knuth Reward Check", premiação especial oferecida pelo professor Donald Knuth, da Universidade de Stanford, por encontrar um erro no volume I da série de livros “The Art of Computer Programming”. A recompensa, um cheque simbólico de 0x$ 1,00 do fictício Bank of San Serriffe, é umas mais desejadas no mundo da computação. O prêmio já foi oferecido a pesquisadores como Thomas Cormen, do MIT, e é concedido sobre uma obra listada pela revista “American Scientist” entre as melhores do século, juntamente com títulos como “The Meaning of Relativity”, de Albert Einstein. Orcid https://orcid.org/0000-0003-3907-726X

Celso Jorge Villas-Bôas

Celso Jorge Villas-Bôas​

Bacharelado em Física (1997), mestrado (2000) e doutorado (2004) em Física pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Fez pós-doutorado junto ao Instituto Max-Planck de Óptica Quântica (Garching, Alemanha, 2009-2010).
Atualmente é professor associado (nível 4) da Universidade Federal de São Carlos. Tem experiência na área de Física, com ênfase em Óptica Quântica e Informação Quântica, em particular: eletrodinâmica quântica de cavidades, íons aprisionados, teletransporte quântico, computação quântica, espalhamento de luz por ensembles atômicos. Já supervisionou 3 pós-doutores, orientou 5 doutores, 10 mestres e 7 projetos de Iniciação Científica, além de trabalhos de conclusão de curso.
Possui mais de 50 artigos publicados em revistas arbitradas e mais de 2000 citações e fator H=22 (Google Scholar). Foi Chefe do Departamento de Física do Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET) da UFSCar (2013-2016), Coordenador do Curso de Licenciatura em Física do CCET/UFSCar (2017-2018) e Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Física do CCET/UFSCar (2018-2020).
Foi membro do Conselho Departamental do DF - CD/DF (2011-2012, 2017-atual), membro do Conselho do Programa de Pós-Graduação em Física(2011-2012) e de vários Conselhos Superiores da UFSCar: Conselho de Graduação - CoG (2013-2014, 2017-2018), do Conselho de Administração - CoAd (2014-2016), do Conselho de Pós-Graduação - CoPG (2018-atual), do Conselho do CCET - CoC/CCET (2013-atual). ResearcherID: E-8984-2012 e ORCID: https://orcid.org/0000-0001-5622-786X.